Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Pesquisadores medem carga de coronavírus em locais públicos

Escrito por Sandra Teixeira | Publicado: Terça, 03 de Agosto de 2021, 12h18 | Acessos: 77

Pesquisadores vinculados ao Instituto de Biologia, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Ibrag/Uerj) desenvolveram um equipamento, denominado CoronaTrap para capturar e medir a carga de coronavírus em diversos ambientes a partir de aerossóis presentes na atmosfera.

A ideia é fornecer informações mais precisas sobre a concentração de SARS-Cov-2 e a capacidade de contágio. “A maioria das pesquisas sobre risco de contágio está baseada em modelos teóricos. Nós estamos tentando verificar isso na prática”, explica o coordenador do projeto, Heitor Evangelista.

De acordo com o biofísico, as pesquisas que indicam uma grande capacidade de contágio foram feitas em hospitais. Entre os ambientes em que Evangelista e sua equipe pretendem realizar os testes estão escolas públicas, a estação Central do Brasil, entre outros locais de grande aglomeração.

Para Evangelista, a baixa probabilidade de contágio nas atividades ao ar livre e com distanciamento entre pessoas deve ser confirmada pelos testes que estão sendo realizados. “Os coronavírus resistem pouco à luz solar e à temperatura, o que resulta em nossa dificuldade de capturá-los ao ar livre”.

Ele acrescenta que a equipe identificou uma grande diferença entre a quantidade de vírus em ambientes fechados e abertos. Enquanto ao ar livre o CoronaTrap fica praticamente sem vírus, em determinados locais fechados com aglomerações, com luz ambiente de baixa intensidade e ar condicionado, a coleta pode ser expressiva. “No entanto, é preciso realizar mais medição para que tenhamos certeza do que está faltando fazer quanto às medidas de prevenção do contágio”, reforça.


Fonte
:

Agência Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página